Imprensa
Volkswagen
17 de novembro de 2017

Novo sedã oferece o que há de mais moderno em design, inovação, espaço interno e alta performance no segmento de sedãs premium

  • Press Release
  • Fotos
  • Virtus estreia linguagem global de estilo da marca Volkswagen para novos sedãs
  • Modelo será o primeiro automóvel na América Latina a usar inteligência artificial para ajudar motoristas    
  • Com porte de sedã médio e um dos maiores porta-malas da categoria, Virtus foi desenvolvido com foco na América Latina    
  • Estratégia Modular MQB oferece recursos inéditos no segmento, como painel digital Active Info Display, sistema de infotainment Discover Media de 8 polegadas e 3 entradas USB    
  • Motor TSI de 128cv e 200 Nm de torque e câmbio automático aliam baixo consumo de combustível e alto desempenho; Virtus faz de 0 a 100 km/h em menos de 10 segundos    
  • Virtus chega às concessionárias do Brasil em janeiro de 2018

São Bernardo do Campo – A Volkswagen apresenta o Virtus, um carro global, inédito e que chega com novas interpretações em estilo, inovação, alta performance e segurança. Primeiro sedã construído sobre a Estratégia Modular MQB no País, o modelo chega ao mercado brasileiro em janeiro de 2018 com novas referências de design, aproveitamento de espaço e conforto na categoria de sedãs premium. Além disso, o modelo será o primeiro automóvel na América Latina a usar inteligência artificial para ajudar motoristas no dia a dia.

“Estamos avançando rapidamente em nossa ofensiva de produtos, com a revelação do sedã Virtus apenas 60 dias após o lançamento do Novo Polo. É mais um passo para conquistar uma posição relevante na região América Latina. O Virtus já nasce com o selo da inovação: é pioneiro no uso de inteligência artificial, para ajudar o proprietário a conhecer e aproveitar melhor o Virtus no uso diário”, afirma Pablo Di Si, Presidente e CEO da Volkswagen região América do Sul e Brasil.

O Virtus conta com níveis de acabamento que seguem os mais rigorosos padrões de qualidade dos sedãs da Volkswagen no mundo. Ele contará com opções de motor e de transmissão que serão oferecidas de acordo com as particularidades de cada mercado. No Brasil, o grande destaque para o Virtus será o conjunto mecânico do motor TSI de até 128 cv e transmissão automática de seis velocidades.

Design forte em todos os ângulos

O Virtus traz a linguagem visual exclusiva, desenvolvida com base em pesquisas com clientes e focada na regionalização dos produtos Volkswagen. Tem personalidade própria – seguindo a forma e a função de um sedã – e apresenta estilo inédito. O resultado é um design dinâmico, com linhas rápidas – especialmente na coluna “C” (após as portas traseiras) e conectadas, dando ao sedã uma silhueta bem alongada, graças à flexibilidade da Estratégia Modular MQB.

Frente. O destaque da parte dianteira é o vinco que margeia a entrada de ar e corta o espaço entre o conjunto ótico principal e os faróis de neblina. No Virtus, as grandes superfícies dos faróis de neblina e indicadores de direção chamam a atenção na lateral do carro. Elas terminam em ângulos com contornos tridimensionais. Entre elas ficam duas entradas de ar: uma em forma de “V” no meio e uma segunda entrada estreita que se estende por toda a largura. O resultado é que o Virtus tem visualmente uma “boca” bem ampla graças ao contorno da grade inferior do para-choque.

Lateral. O Virtus adota a linha dupla em forma de flecha na lateral. Da coluna “B” (aquela entre as portas) para trás, o modelo traz traços ainda mais alongados e fluídos. Com 4,48 metros de comprimento, o Virtus é um dos maiores entre os seus concorrentes diretos. Como base de comparação, ele é 42,5 centímetros mais comprido do que o Novo Polo, também desenvolvido sobre a Estratégia Modular MQB. Isso muda completamente a perspectiva do lateral do veículo.

Traseira com lanternas duplas e identidade visual marcante. O Virtus traz grandes lanternas. Elas conectam os para-lamas com a tampa do porta-malas e têm um ângulo reverso, semelhante às do Jetta. Outro destaque é o defletor na região superior da tampa, evidenciando o visual esportivo. A placa fica bem ao centro da tampa do porta-malas, entre as lanternas, criando um layout harmonioso. O para-choque conta com um uma moldura na parte inferior, que atravessa toda a traseira.

Amplo interior e excelente aproveitamento de espaço

Referência no segmento, a distância entre-eixos no Virtus é de 2,65 metros (exatamente a mesma do Jetta atual), isto é: 8,5 cm a mais do que a do Novo Polo (que já tem uma das cabines mais amplas do segmento). Com isso, o Virtus estabelece uma nova referência em conforto e aproveitamento de espaço em sua categoria. Mais um benefício da flexibilidade da Estratégia Modular MQB. A altura do Virtus é de 1.468 milímetros (4 mm a mais do que a do Novo Polo) e a largura é a mesma: 1.751 mm.

Com dimensões suficientes para acomodar três adultos no banco de trás com conforto digno dos melhores sedãs médios, o Virtus tem acesso a bordo facilitado pelo amplo ângulo de abertura das portas traseiras, que são maiores em relação às do Novo Polo.

Mais do que capacidade para acomodar cinco adultos, o sedã Volkswagen pode transportar grandes objetos. Não era para menos: são 521 litros de capacidade no porta-malas, um dos maiores da categoria e suficiente para guardar uma grande quantidade de malas.

Painel com foco na tecnologia e conectividade

O foco do desenvolvimento da cabine foi no contínuo crescimento da digitalização dos mostradores, assim como a conectividade. Com orientação horizontal, o painel promove a interação entre o painel totalmente digital Active Info Display e os sistemas de infotainment.

Com isso, o Virtus traz a segunda geração do Active Info Display (recurso inédito nessa categoria), sistema Discover Media com tela sensível ao toque de 8 polegadas e aparência de smartphone, além de três entradas USB, entre outros itens. O Discover Media permite o espelhamento de smartphones por meio das plataformas Mirrorlink, Apple CarPlay e Android Auto. No Active Info Display, os instrumentos são implementados virtualmente via software. Informações de navegação podem ser mostradas em 2D ou 3D, em uma tela de 10,25 polegadas, do tamanho de um tablet, com gráficos extremamente precisos e de alta qualidade.

Dirigibilidade exemplar e excelente desempenho

O acerto da suspensão do Virtus colabora para a excelente dirigibilidade e conforto em condições de rodagem nas ruas e estradas da América Latina. Dependendo do mercado, o Virtus poderá ser equipado com o motor 200 TSI e transmissão automática de 6 marchas. Essa transmissão oferece a opção de trocas manuais sequenciais Tiptronic, operada por meio da alavanca de câmbio ou pelas aletas (“shift paddles”) no volante.

A potência máxima desse motor é de 128 cv (94 kW) com etanol e 115 cv (85 kW) com gasolina a 5.500 rpm, com torque máximo de 200 Nm (20,4 kgfm), com gasolina ou etanol, de 2.000 a 3.500 rpm. Equipado com esse motor, o Virtus acelera de 0 a 100 km/h em 9,9 segundos e atinge velocidade máxima de 194 km/h (dados com etanol).

Referência em segurança

Com a Estratégia Modular MQB, a Volkswagen consegue reduzir o peso total do veículo ao mesmo tempo em que constrói o Virtus de maneira que ele seja um dos modelos mais seguros de seu segmento. A maior parte da estrutura da carroceria do Virtus é formada por aços especiais, de alta e ultra-alta resistência, com partes conformadas a quente.

Quando equipado com o motor 200 TSI, o Virtus é equipado de série com ESC – Controle Eletrônico de Estabilidade. Esse sistema reconhece um estágio inicial de que uma situação de rodagem crítica essa para acontecer. Compara os comandos do motorista com as reações do veículo a esse comando. Se necessário, o sistema reduz o torque do motor e freia uma ou várias rodas até atingir a condição de estabilidade.

O ESC engloba vários outros recursos eletrônicos de assistência: HHC (Hill Hold Control) ou controle de assistência de partida em rampa, HBA (Hydraulic Brake Assist system) ou BAS, XDS+ ou bloqueio eletrônico do diferencial, BSW (Bremsscheibewischer – Limpeza Automática dos Discos de Freio), RKA+ (Monitoramento da pressão dos pneus), entre outros.

Manual Cognitivo

O Volkswagen Virtus será o primeiro automóvel do Brasil a trazer recursos inéditos de conectividade e digitalização. O sedã vai oferecer o “manual cognitivo” – que usa IBM Watson para responder aos motoristas questões sobre o veículo, incluindo informações contidas no manual do carro. Essa solução permite uma nova forma de interagir com o veículo e oferece uma nova experiência tecnológica.

Eventuais questões sobre o carro poderão ser respondidas por esse assistente inteligente, de forma simples e rápida. O aplicativo Meu Volkswagen conta com tecnologia do Watson para responder as questões em português e espanhol.

A exemplo dos sites de buscadores na internet, o app Volkswagen terá campos para digitação e o microfone para que o usuário faça sua pergunta oralmente – a linguagem poderá ser natural, como em uma conversa informal. O sistema reconhece sotaques e é capaz de aprender quanto mais se interage com ele.  É uma forma totalmente nova e interativa para o lançamento do Virtus, modelo que vai revolucionar o mercado brasileiro.


Youtube Blog Volkswagen Volkswagen Brasil Facebook © Volkswagen do Brasil 2017 | Ibama | Fale Conosco | Política da Privacidade